.

terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

Mensagem de uma Guardiã



TEXO: PEDRO RANGEL TELLES DE SÁ

Certa vez eu estava andando pelas ruas, as altas horas da madrugada, pensando na vida e nas coisas pertinentes a ela, quando perto de uma encruzilhada, uma imagem chamou senssivelmente minha atenção: era uma mulher extremamente bela, dessas de corpo perfeito, olhos esverdeados e cabelos negros, sedosos e ondulados e chegavam até a altura da cintura. Confesso que com esses nossos tempos de violência desenfreada, fiquei primeiramente muito preocupado com a segurança da moça. Mas depois fiquei preocupado com a minha própria segurança, se a bela moça fosse a isca para um assalto? E se…
“Moço, por favor não tenha medo de se aproximar. – Eu estava realmente receoso de aceitar o convite, e confesso que cheguei mesmo em pensar em dar meia volta e sair correndo com todas as forças do meu ser, mas o seu olhar ao fazer o convite, fora tão enfeitiçador, que não pude resistir e acabei me aproximando.
Ao chegar mais perto, ela me fez um convite inusitado, pedindo que eu ficasse ao seu lado e aguardasse alguns instantes. “TO LASCADO, MEU DEUS DO CÉU”, foi o que pensei, já imaginando que aquela mulher era dessasa de vida fácil. Mas só foi eu pensar nisso, que ela virou-se para mim e deu um sorriso tão maravilhoso e eu tive a nítida sensação que ela podia ler meus pensamentos.
-Está vendo moço, disse a bela mulher, chegou meu primeiro convidado. Não se preocupe com todos aqueles que vierem aqui ter comigo, serão incapazes de lhe enxergar. – Eu balancei a cabeça assentindo que estava tudo bem, apesar de achat tudo estranho. Procurei ficar bem atento com a conversação que estava para ininiar-se.
-Boa noite moço!
-Boa noite dona…
-Você está fazendo um curso pré-vestbular, mas de algumas semanas para cá, você nõ tem conseguido se concentrar nos estudos certo?
-É isso mesmo!
-É só você ameaçar pegar os seus livros para estudar, que começa a asntir um sono terrível, não é?
-Sim, disse o jovem rapaz que não deveria ter mais do que dezessete anos.
-Olha moço, eu estou autorizada a te dizer que você está com problemas no campo do conhecimento e necessitando de estimulação nessa área, mas também que se você quiser melhorar, eu tenho permissão para te ajudar tudo bem?
-Sim, tudo bem.
Nesse momento, a bela mulher fechou os olhos, como se estivesse a fazer algum tipo de oração e entrelaçou os dedos das duas mãos, posicionando as palmas voltadas para o solo; então uma espécie de luz azul claro bastante irradiante surgiu em suas mãos e ela as depositou em cima dos joelhos do jovem; este deu um suspiro profundo e, como se fosse feito de fumaça, desapareceu da minha frente.
A linda moça deu uma gargalhada, em breves instantes uma mulher quer aparentava uns quarenta e cinco anos, estava à sua frente.
Boa noite moça!
-Boa noite dona.
-Hoje você está aqui comigo em busca de equilíbrio em sua vida, porque seu ex-marido está judicialmente tentando tirar seu único filho. Ou seja, um problema no campo da justiça?
-Sim, é isso mesmo.
- Tenho permissão para te ajudar, peço que feche os seus olhos e se concentre, tudo bem?A bela dama procedeu com a senhora, do mesmo modo como o fez com o jovem, e em seguida a mulher desapareceu, novamente como o jovem.
E assim sucessivamente, com várias pessoas, com problemas diferentes. Suas mãos emanavam uma energia azul clara, que era transferida, em forma de estímulo a cada uma das pessoas que iam ter com ela, em desdobramento (durante o sono).
-Então moço, já descobriu quem eu sou?
-Sim. Creio que a senhora é uma entidade da Umbanda conhecida como Pomba Gira.
-Exatamente. E você sabe o que veio fazer aqui?
-Observar a senhora atender várias pessoas?
-Com que finalidade?
-Ah, isto eu não sei. Eu só sei que via a senhora esclarecendo as pessoas, para depois oferecer ajuda.
-Pois bem, detectando o problema e tendo a permissão do criador para resolvê-lo, estimulo as pessoas com o fator “desejo” de vencerem suas dificuldades.
-Diga a todos que eu existo! Existo para estimular, de acordo com a vontade do divino criador, em todos os seres necessitados, a geração das energias que beneficiem os sete sentidos da criação divina…

Fonte: http://pedrorangelsa.blogspot.com/
Fontes devem ser citadas!
Sou uma rosa, sou um perfume, sou a mais bela de qualquer jardim, ouço lamentos, ouço queixumes, não há mulher que não venha até mim. Sei seduzir, me deixo seguir, a palavra dificil para mim não existe, de preto e vermelho, ou sem me vestir, homem algum a mim me resiste. Bebo champanhe, fumo cigarro, digo mil coisas sem nunca falar, sei ler na mão, jogo o baralho, a mim só me engana quem eu deixar. Se alguém precise e me queira encontrar, siga o perfume em noite de luar, diga meu nome sem se enganar, sou Pombagira, a rua é meu lar. Autor: Paulo Lourenço

POMBAGIRA SETE SAIAS DO CABARÉ

POMBAGIRA SETE SAIAS DO CABARÉ
SALVE SETE SAIAS DO CABARÉ!
DONA SETE SAIAS, É MOJUBÁ!