.

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

História da Pomba Gira Sete Saias

Mojubá Pomba Gira Sete Saias

Conta a historia que essa linda pomba gira, quando encarnada teria sofrido muito.
pois ela fazia parte de uma grande familia de ciganos.
em sua aldeia os pais prometiam muito cedo suas filhas e como e tradicional os filhos que nao aceitassem seu casorio eram condenados a morte.
porem esta havia se apaixonado por outro cigano que ja era casado.
eles se apaixonaram e eles se encontravam todas as tardes.
ela fugia de seu pai ele de sua esposa,ela havia falado para seu pai q nao iria se casar com ele pois estava apaixonada por outro cigano e nao por aquele q seu pai havia o prometido.
seu pai a obrigou a casar e ela nao quiz.
entao ela com tal desgosto parou de comer e beber,sua mae muito preocupada pediu q por favor ela comesse:"por favor minha linda filha coma essa comida"
mas como ela tinha um grande desgosto amoroso e isso nao era nada bom para ela.
então como eu havia dito ela parou de comer e beber, e foi definhando e no setimo dia ela acabou falecendo.
em seu velorio sua mae colocou os 7 vestidos q ela mais gostava em cima de seu caixão.
entao ela hoje em dia baixa nos terreiros como a cigana das 7 saias.
e faz muitos trabalhos para resolver o amor nao correspondido de outras pessoas ,pois como nao pode casar com seu amado ela ajuda os que a consultam a ter

Lendas são lendas...
Sou uma rosa, sou um perfume, sou a mais bela de qualquer jardim, ouço lamentos, ouço queixumes, não há mulher que não venha até mim. Sei seduzir, me deixo seguir, a palavra dificil para mim não existe, de preto e vermelho, ou sem me vestir, homem algum a mim me resiste. Bebo champanhe, fumo cigarro, digo mil coisas sem nunca falar, sei ler na mão, jogo o baralho, a mim só me engana quem eu deixar. Se alguém precise e me queira encontrar, siga o perfume em noite de luar, diga meu nome sem se enganar, sou Pombagira, a rua é meu lar. Autor: Paulo Lourenço

POMBAGIRA SETE SAIAS DO CABARÉ

POMBAGIRA SETE SAIAS DO CABARÉ
SALVE SETE SAIAS DO CABARÉ!
DONA SETE SAIAS, É MOJUBÁ!