.

segunda-feira, 30 de maio de 2011

Peeling

O peeling é uma das técnicas de clareamento da pele, que utiliza, dentre outras possibilidades, o ácido tricloroacético. É um procedimentos de medicina estética capazes de promover a renovação celular, de forma progressiva, estimulando a regeneração natural dos tecidos. O peeling pode ser a laser ou químico, incluindo os peelings de fenol, que são os mais eficazes para o rejuvenescimento facial mais efetivo. São técnicas de bioplastia capazes de estimular a produção de colágeno e elastina, grandes responsáveis pela regeneração celular.



Peeling a laser
Realizado com um aparelho de laser ablativo, ou seja, que destrói as camadas mais superficiais da pele, objetivando melhora das rugas e manchas após a epitelização (crescimento de nova pele). Costuma ter uma recuperação mais demorada que um peeling a laser, pois a pele pode permanecer vermelha por muito tempo, até dois ou três meses.


Peeling químico Ácido retinoico
Utilizado para peeling mais superficial, é o mais indicado para tratamento de estrias e sua aplicação necessita que ele permaneça em contato com a pele por algumas horas, antes de ser removido.

Ácido tricloroacético
Em uma concentração que varia de quinze a cinqüenta porcento, o peeling médio de ácido tricloroacético é aplicado com um palito envolto em algodão. Passa-se na pele uma ou mais vezes até atingir um aspecto branco uniforme, denominado Frost II.

Fenol
É o ácido mais forte, utilizado para peeling profundo. Tem como característica principal o maior resultado em termos de manchas e rugas, pelo fato de atingir camadas mais profundas da pele. Por esse motivo, é também o mais perigoso. Sua concentração mais usual é de oitenta e oito porcento e na primeira passada já costuma chegar ao Frost II.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Peeling
Sou uma rosa, sou um perfume, sou a mais bela de qualquer jardim, ouço lamentos, ouço queixumes, não há mulher que não venha até mim. Sei seduzir, me deixo seguir, a palavra dificil para mim não existe, de preto e vermelho, ou sem me vestir, homem algum a mim me resiste. Bebo champanhe, fumo cigarro, digo mil coisas sem nunca falar, sei ler na mão, jogo o baralho, a mim só me engana quem eu deixar. Se alguém precise e me queira encontrar, siga o perfume em noite de luar, diga meu nome sem se enganar, sou Pombagira, a rua é meu lar. Autor: Paulo Lourenço

POMBAGIRA SETE SAIAS DO CABARÉ

POMBAGIRA SETE SAIAS DO CABARÉ
SALVE SETE SAIAS DO CABARÉ!
DONA SETE SAIAS, É MOJUBÁ!