.

domingo, 28 de fevereiro de 2010

Cartomancia e simpatias

CARTOMANCIA
A habilidade dos ciganos para a interpretação das cartas do baralho sempre foram reconhecidas, devida à familiaridade que temos com essa ciência divinatória.
Quem não acredita nesse tipo de arte, com certeza é porque jamais encontrou uma cigana autêntica pela frente, capaz de interpretar seu passado, seu presente e seu futuro.
Para respaldar o trabalho dela, existe nada menos que séculos de estudos e de informações, com as mentes mais privilegiadas e sensíveis da Antigüidade, incorporados ao aprendizado.
Vemos hoje muita gente armando barraquinhas em feiras e se dizendo ciganas, mas iludindo a boa fé daqueles que as procuram.
Seu trabalho é uma repetição de chavões indefinidos, que a nada levam, porque nada dizem e nada interpretam.
Falta-lhes a sensibilidade que, em nós, ciganos, é quase que genética.
Muito pouca gente conhecia, até bem pouco tempo, as simpatias feitas com as cartas do baralho, o que vem confirmar essa falta de sensibilidade e de conhecimento da verdadeira arte.
Essas simpatias vão buscar nos símbolos e em sua disposição nas cartas, a força para promover mudanças e harmonizar o ambiente o ambiente e as pessoas ao redor.
Vamos conhecer algumas, que utilizam os Ases do baralho comum, servindo como oráculo e canalizador de energias.

PARA ESPECULAÇÕES
O especulador gosta de correr riscos de todos os tipos, principalmente aqueles que estão fora de seu controle, como jogos, apostas, negócios futuros e tudo que ofereça um lucro muito alto, em relação ao investimento, mas onde é preciso contar com uma boa dose de sorte para obter resultados.
Como um balizador dos seus riscos, leve sempre consigo os quatro Ases, tirados de um baralho novo. Deixe-os dentro de um bolso e, no momento de tomar qualquer decisão sobre uma especulação, retire uma das cartas e interprete-a conforme segue:
Ás de Copas: ganhos inesperados, compensando os riscos do investimento. Seguir o palpite.
Ás de Paus: se houver pessoas sem escrúpulos e desonestas envolvidas, é perda de tempo.
Ás de Ouros: prováveis prejuízos. Procure receber o que tem para receber, antes de investir de novo.
Ás de Espadas: evite.

PARA REALIZAR DESEJOS
Deixe sua imaginação vagar livremente, pensando em todas as coisas que gostaria de ter ou de realizar, sejam elas de caráter material ou não. Imagine se vai ter o amor daquele homem interessante, se vai conseguir namorá-lo. Pense naquela viagem ou naquele carro que você vem namorado.
Após isso, embaralhe os quatro Ases sem olhar para as cartas e selecione uma. Veja o que ela diz a respeito de seus sonhos:
Ás de Copas: seu desejo pode ser realizado mais depressa do que imagine. Dedique-se a ele.
Ás de Paus: pare de querer o que não pode ter e passe a desejar aquilo que pode ter. Verá como há prazer nisso.
Ás de Ouros: você ainda não está pronto(a) para isso. Continue sonhando.
Ás de Espadas: suas chances são iguais a zero.
Observação: se você tem se dedicado ultimamente a realizar um sonho que pode se tornar realidade, faça o seguinte: escreva num pedaço de papel esse sonho. Dobre-o e ponha-o num prato. Sobre o papel, coloque um Ás de Copas e por cima ponha açúcar.
Deixe assim até conseguir realizar seu sonho.

PARA ACORDOS
Negócios pendentes, acordos, contratos para serem assinados e assuntos dessa natureza podem ser interpretados através dos Ases, bastando que você os embaralhe, enquanto pensa firmemente na situação e nas pessoas envolvidas.
Não escolha uma carta. Deixe que uma carta vai se apresentar. Apenas fique de olhos fechados, embaralhando-as. A carta lhe dará algum tipo de sinal, que pode ser uma sensação, um calor, um frio ou coisas dessa natureza. Concentre-se. Interprete-a da seguinte maneira, quando ver qual é:
Ás de Copas: os lucros e o sucesso estão assegurados, mas não deixe tudo por conta dos outros. Interesse-se pelo andamento ou pelo desenrolar.
Ás de Paus: tenha paciência e mantenha as negociações num clima amigável e aberto, para evitar qualquer problema.
Ás de Ouros: não tome partido de pessoas ou de posições antagônicas. Fique na sua e procure ver as oportunidades de lucro.
Ás de Espadas: aceite o que está sendo oferecido e deixe para discutir outra hora. Podem ter armado alguma para você. Fuja daí.

PARA CONTRATEMPOS
O inesperado aguarda por você na próxima esquina ou atrás da próxima porta para surpreendê-lo(a). Se não estiver com suas defesas em ordem, com certeza terá que enfrentar aborrecimentos. Tudo isso, no entanto, fica mais fácil se você souber o que o espera no dia que se seguirá. Esta simpatia é para isso.
Assim que se levantar e ainda em jejum, embaralhe as cartas, repetindo a palavra contratempos sete vezes. Quando terminar, olhe a carta que está por cima das outras. Interprete-a assim:
Ás de Copas: não confie hoje numa promessa feita por alguém de quem está dependendo muito. Procure mais alguns aliados para solidificar sua posição.
Ás de Paus: aquilo amigo com quem você contava não vai poder ajudá-lo, mesmo que demonstre muito boa vontade.
Ás de Ouros: proteja seus investimentos no dia de hoje. Há gente interessada em lhe dar prejuízo.
Ás de Espadas: se não tiver uma boa reserva e previsto todas as possibilidades de erro, não se meta em negócios novos hoje.
Observações: quando surge uma carta negativa, você pode usá-la para minimizar os efeitos do que o espera nesse dia. Nesta simpatia, se você virar o Ás de Ouros, coloque-o por baixo das outras, de forma que acima dela fique o de Espadas, depois Paus e, por cima, Copas. Deixe sobre uma superfície de madeira com um peso em cima, até a meia-noite.

PARA AS ALEGRIAS
Consultar um oráculo ou qualquer outra ciência divinatória só para saber quais são os problemas que terá pela frente parece coisa de masoquista. Acreditamos que o mais importante é saber quais são as alegrias, os prazeres e as satisfações que o(a) esperam nos próximos dias.
Para isso, está é a simpatia indicada. Num domingo, levante-se antes do sol raiar. De costas para onde ele nasce, embaralhe as cartas, pensando na palavra alegria. Deixe que uma carta se destaque e interprete-a assim:
Ás de Copas: o que poderá lhe dar as alegrias que sonha ou deseja se encontra muito mais perto do que imagina. Olhe ao seu redor com atenção.
Ás de Paus: suas alegrias virão das suas amizades e do seu trabalho. Cultive-os e dedique-se a eles confiantemente.
Ás de Ouros: enquanto você não superar seus conflitos pessoas, não conseguirá aproveitar suas alegrias. Faça isso primeiro.
Ás de Espadas: cuidado ao ajudar os outros e confiar na gratidão alheia. Desapontamentos à vista.
Observação: se a carta que lhe saltar à mão for o Ás de Espadas, uma carta negativa nesse tipo de previsão, coloque-o no fundo de um prato de barro e encha-o com areia seca. Deixe assim por sete dias, ao sol. Quando retirar a carta, se ela estiver danificada de alguma forma, queime-a, juntamente com as outras três.

PARA INGRATIDÃO
Ninguém deveria se preocupar com esse tipo de coisa, mas é impossível. A ingratidão surge de forma inesperada. Para enfrentá-la, o melhor de tudo é se prevenir. Sabendo de onde pode vir, com antecedência, fica mais fácil se preparar para ela e superá-la sem traumas maiores.
Para tanto, numa sexta-feira, quando o sol estiver se pondo, jogue para o alto as cartas. As que caírem com a figura para baixo, deixe na terra. Jogue de novo as outras. Faça isso até que fique somente um Ás com a figura voltada para cima. Interprete-o da seguinte maneira:
Ás de Copas: as ingratidões poderão vir da pessoa amada, de parentes ou de amigos. Vão magoar, mas não vão abalar.
Ás de Paus: sério conflito com amigo íntimo. Procure contornar os problemas que surgirem da parte dele e tudo se resolverá.
Ás de Ouros: você pode exagerar nas coisas e não entender a intenção dos outros. Reflita para não provocar um mal-entendido.
Ás de Espadas: intrigas mesquinhas e perversas virão de inimigos declarados.
Observação: se o Ás de Espadas for a carta virada, coloque-a no centro de um rosário aberto em círculo. Deixe na cabeceira de sua cama por três dias seguidos, depois queime a carta.

PARA AS AMIZADES
Quando uma simpatia aponta problemas em relação a suas amizades, previna-se fazendo uma outra para saber o que esperar de seus amigos. A resposta pode lhe dar as indicações de que precisa para superar a situação que se aproxima.
Para isso, sem olhar, embaralhe as cartas e deixe as quatro dentro de um prato, cobrindo com arroz em casca ou trigo em casca. Movimente-o de um lado para outro, até que uma das cartas aflore. Veja o que ela representa:
Ás de Copas: todo o apoio necessário ou as soluções virão das amizades mais próximas, principalmente daquelas com quem você mantém alguma relação comercial.
Ás de Paus: procure dar atenção imediata aos seus amigos, pois poderá precisar da ajuda deles.
Ás de Ouros: ciúmes e discussões devem ser evitadas, sob qualquer pretexto. Releve pontos de vista divergentes dos seus.
Ás de Espadas: talvez você esteja se apegando demais a amizades passageiras e triviais. É hora de fazer uma seleção e de conseguir novos amigos.

PARA PRESENTES INESPERADOS
Isso é muito interessante, pois cria uma expectativa agradável. Saber de onde virão os próximos presentes não vai tirar a graça da surpresa, mas deixá-lo(a) ainda mais ansioso(a). Para saber isso, coloque as cartas num bolso do lado esquerdo de seu corpo, embaralhe-as com apenas uma das mãos, pensando nos presentes que gostaria de ganhar. Tire uma carta e interprete-a:
Ás de Copas: presentes e coisas inesperadas em sua vida para próximo, excedendo tudo que você possa sonhar.
Ás de Paus: um amigo vai se lembrar de você e fazer com que um outro também se lembre.
Ás de Ouros: não espere muita coisa, pois terá que lutar muito para obter o que lhe é de direito. Presentes serão ainda mais difíceis.
Ás de Espadas: você corre o risco de nada ganhar e de ainda acabar perdendo alguma coisa que tem. Cuidado! Fique atento(a) às pessoas que o(a) estão rodeando muito.
Sou uma rosa, sou um perfume, sou a mais bela de qualquer jardim, ouço lamentos, ouço queixumes, não há mulher que não venha até mim. Sei seduzir, me deixo seguir, a palavra dificil para mim não existe, de preto e vermelho, ou sem me vestir, homem algum a mim me resiste. Bebo champanhe, fumo cigarro, digo mil coisas sem nunca falar, sei ler na mão, jogo o baralho, a mim só me engana quem eu deixar. Se alguém precise e me queira encontrar, siga o perfume em noite de luar, diga meu nome sem se enganar, sou Pombagira, a rua é meu lar. Autor: Paulo Lourenço

POMBAGIRA SETE SAIAS DO CABARÉ

POMBAGIRA SETE SAIAS DO CABARÉ
SALVE SETE SAIAS DO CABARÉ!
DONA SETE SAIAS, É MOJUBÁ!