.

terça-feira, 11 de maio de 2010

Pomba Gira Pantera Negra

Esta entidade de pomba-gira é muito requisitada por aquelas mulheres que foram traídas pelos seus maridos e namorados e querem vingança... Mais fiquem sabendo que esta poderosa pomba-gira trabalha muito bem para a saúde como para guerrear contra feitiços e armadilhas do astral. Sempre quando ela chega ao mundo é chamada pelo seu companheiro o Exu Pantera. Se apresenta como uma mulher alta, magra e toda de negro e vermelho, seus olhos são claros e chamativos como de uma pantera e dizem que no astral seus soldados são estes magníficos animais as panteras negras. Por isto acredito que uma demanda desta pomba-gira não deve ser brincadeira.Ela aceita seus pedidos e presentes nas encruzilhadas de mato fechado, ou em cruzeiros de chão batido e bem seco. Adora Champanhes, cigarros e rosas vermelhas... Gosta de sua oferendas bem iluminadas e perfumadas. Quando incorporada... é danada e muito ligeira, fica muito pouco tempo incorporada e conversa somente com quem ela queira... Dizem que ela é muito prestigiada e no astral muito trabalhadeira, por isto só chega na terra se for chamada pelo seu companheiro.“Corre gira rompe mata... Exu pantera vem trabalhar... não esqueça de sua linda moça para os trabalhos bem firmar... ela é linda como a lua e poderosa como Guitar, ela é a pomba-gira pantera negra com sua magia vem encantar...”
Sou uma rosa, sou um perfume, sou a mais bela de qualquer jardim, ouço lamentos, ouço queixumes, não há mulher que não venha até mim. Sei seduzir, me deixo seguir, a palavra dificil para mim não existe, de preto e vermelho, ou sem me vestir, homem algum a mim me resiste. Bebo champanhe, fumo cigarro, digo mil coisas sem nunca falar, sei ler na mão, jogo o baralho, a mim só me engana quem eu deixar. Se alguém precise e me queira encontrar, siga o perfume em noite de luar, diga meu nome sem se enganar, sou Pombagira, a rua é meu lar. Autor: Paulo Lourenço

POMBAGIRA SETE SAIAS DO CABARÉ

POMBAGIRA SETE SAIAS DO CABARÉ
SALVE SETE SAIAS DO CABARÉ!
DONA SETE SAIAS, É MOJUBÁ!