.

sábado, 22 de maio de 2010

Ebó de amarração III

Fazer quando tem certeza que seu amor lhe ama, mas não consegue tomar uma decisão por estar dividido ou interessado em outra mulher.

Amaração

Materiais necessários:

Uma Batata doce, grande;

1 Carretel de linha verde;

1 Carretel de linha branca;

Uma tigelinha;

mel;

Água de Flor de Laranjeira;

Açúcar Cristal;

Duas Velas de Sete Dias.

Maneira de fazer:

Pegar a batata doce, cortar sem separar, longitudinalmente, e colocar dentro o seu nome escrito por cima do/da, outro/outra,a lápis, 8(oito)vezes. Amarrar com a linha verde e branca e colocar dentro de uma tigelinha, regando com mel, àgua de flor de laranjeira, açúcar cristal e acender duas velas de sete dias, colocando uma de cada lado da tigelinha e dizer:" OSÙMÀRÈ!, assim como o senhor não vive sem FREKEN, fulano/fulana não viver;a sem mim. OSÙMÀRÈ!, assim como as cobras se arrastam, fulano/fulana há de se arrastar para mim. Após sete dias enterrar
Sou uma rosa, sou um perfume, sou a mais bela de qualquer jardim, ouço lamentos, ouço queixumes, não há mulher que não venha até mim. Sei seduzir, me deixo seguir, a palavra dificil para mim não existe, de preto e vermelho, ou sem me vestir, homem algum a mim me resiste. Bebo champanhe, fumo cigarro, digo mil coisas sem nunca falar, sei ler na mão, jogo o baralho, a mim só me engana quem eu deixar. Se alguém precise e me queira encontrar, siga o perfume em noite de luar, diga meu nome sem se enganar, sou Pombagira, a rua é meu lar. Autor: Paulo Lourenço

POMBAGIRA SETE SAIAS DO CABARÉ

POMBAGIRA SETE SAIAS DO CABARÉ
SALVE SETE SAIAS DO CABARÉ!
DONA SETE SAIAS, É MOJUBÁ!