.

sábado, 1 de maio de 2010

Ebó para Oxum

Salve a deusa do ourro e do amor, salve sua doçura que nos acalanta a alma e nos dá a sensação de paz e plenitude.

ORIXÁ OXUM: A DEUSA DA FARTURA E DO AMOR

Para acalmar a pessoa amada
5 batatas inglesas, mel, azeite doce, açúcar mascavo, 2 velas.
Como Preparar: Cozinhe as 5 batatas inglesas sem casca. Deixe esfriarem. Coloque um pouco de mel, azeite doce e açúcar mascavo em um prato de louça, vá amassando as batatas com as mãos e misturando tudo. Faça isso pensando na pessoa amada. Dê um formato de coração à massa. Acenda 2 velas amarelas de 30 cm ao lado. Ofereça a Òsún Àpáàrà.

Yellow roses divider Pictures, Images and Photos

Ecó de Oxum para Prosperidade
Numa tigela de vidro coloque os ingredientes, obedecendo a ordem a seguir:
- 08 Moedas;
- 01 Punhado de Farinha de Milho;
- Mel;
- Água até a proximidade da borda da tigela;
- Perfume;
- Pétalas de Flores Amarelas.
Deixe em sua casa ou no local de trabalho durante 07 dias. Despache num verde, reaproveite as moedas e a tigela de vidro. Peça á Oxum properidade e fartura.

Yellow roses divider Pictures, Images and Photos

Para estreitar laços de amizade e melhorar o relacionamento familiar
Material:
Canjica Amarela cozida
4 Quindins
8 Balas de Mel
Os nomes escritos num papel.

Arrume tudo numa bandeja e despache na praia fazendo os seus pedidos a Oxum

Yellow roses divider Pictures, Images and Photos

Omolokum para Oxum
Ingredientes:
- 500g. de feijão fradinho
- 01 cebola
- azeite de oliva
- 8 ovos Modo de preparo: Cozinhe o feijão fradinho com cebola e azeite de oliva, depois de cozido amasse-o bem até formar uma pasta. Coloque um recipiente de louça enfeite com os 8 ovos cozidos cortados em quatro e regue com bastante oliva.

Yellow roses divider Pictures, Images and Photos

Ebó para Oxum para conseguir casamento
Material:
6 rosas brancas
6 rosas amarelas
1 casal de bonecos - vestidos de noivos.
1 m de fita nas seguintes cores: branca, amarela, rosa, azul, verde.
1 m de morim
6 moedas
6 velas amarelas comuns.

Modo de fazer:
Tire os espinhos das rosas.
Coloque os bonecos frente a frente e marre-os com as fitas, deixando as pontas soltas.
Amarre as flores com as pontas das fitas, junto dos bonecos.
Despache este ebó numa cachoeira.
Forre o morim.
Passe as moedas pelo corpo, faça seus pedidos e coloque-as sobre o morim.
Acenda as velas ao lado.

Yellow roses divider Pictures, Images and Photos

Outro Ebó para Oxum para obter bom casamento
Qui, 07 de Maio de 2009 22:39 Jose Luciano
Material:

300 gramas de camarão seco.
Cebola ralada
1/2 kg de ervilha.
6 ovos cozidos
Azeite de oliva
Mel de abelha
Azeide de dendê
1 folha de mamona branca
1 m de morim branco
6 velas amarelas
1 panela de barro

Maneira de fazer:
Separe oito ervilhas.
As demais descasque e cozinhe com camarão, azeite, cebola ralada; espere esfriar. Deixe virar um purê.
Cozinhe os ovos, descasque-os e deixe esfriar.
Coloque a folha de manona dentro da panela - por cima coloque o purê.
Coloque os ovos enfeitando.
Enfeite com as ervilhas cruas.
Regue tudo com mel.
Despache este ebó numa cachoeira.
Forre o morim.
Acenda as velas em volta.
Peça a Oxum para fazer um bom casamento.

Obs: Se for homem, deverá fazer o ebó com azeite de dendê. Se for mulher, utilizar azeite de oliva.
Faça numa lua nova, cheia ou crescente - sábado.

Yellow roses divider Pictures, Images and Photos

Ebó para Oxum para encontrar um amor
Qui, 07 de Maio de 2009 23:06 Jose Luciano
Material:
1 folha de mamona branca
1 coração de boi fresco
mel de abelha
1/2 kg de canjica branca.
6 velas amarelas.
1 m de morim branco
6 moedas
O pedido escrito num pedaço de papel branco - a lápis
1 oberó
Modo de fazer:
Cozinhe a canjica; espere esfriar.
Abra o coração no meio e coloque o pedido dentro.
Coloque a folha dentro do oberó.
Coloque o coração na folha
Cubra com a canjica.
Regue com mel.
Passe as moedas pelo corpo e coloque-as sobre a canjica.
Despache este ebó na cachoeira.
Forre o morim.
Acenda as velas em volta.
Faça numa lua nova, cheia ou crescente - sábado.

Yellow roses divider Pictures, Images and Photos

oferenda a mae oxum

em um sabado ensolarado pegue 4 quindins,uma bandeja de papelao,papel seda amarelo,4 moedas do mesmo valor,canjica amarela cozida(so o grao),8 velas amarelas,mel puro,va ate a beira de um rio ou riacho,monte a bandeja com a canjica no meio e os 4 quindins ao redor,as moedas em cima dos quindins,o mel por cima de tudo,ascenda as velas ao redor da bandeja pdindo a mae oxum muito amor,paz,serenidade e dinheiro no bolso.coloque na bandeja o nome da pessoa amada.ao chegar em casa fça um banho com manjericao,perfume e mel do pescoço para baixo.obs:nao ferva o manjericao.macere as ervas em agua morna

Yellow roses divider Pictures, Images and Photos

MAIS SOBRE OXUM:

Local das Oferendas
Rios ou Nascentes

Presentes Prediletos
Adereços, Espelho, Flores Brancas e Amarelas, Perfumes, seus Alimentos e suas Bebidas

Flores
De tonalidade amarelo, lírios de toda espécie, margaridas, flor-de-maio, amor-perfeito, madressilva, narciso, rosa branca ou bicolor.

Frutas
Doces em geral, banana prata e ouro, laranja-lima, viti, sapoti, moranga, jabuticaba.

Bebidas
Doces, ressaltando-se o mel, água de cachoeira, água de coco, champagne, suco de suas ervas e frutas.
Perfumes oriundos de suas plantas trazem ao portador um clima de romance, calma e mansidão.


Alimentos
Abará, Banana, canjica, ipetê, ovos, xinxim, uado (pipoca em pó, azeite-de-dendê e açúcar), axoxó (prato à base de feijão-fradinho), mulucum (feijão-fradinho com camarão, cebola e sal), adum (farinha de milho misturada com mel e azeite). Gosta de chupar cana-de-açúcar.

Yellow roses divider Pictures, Images and Photos

PREPARO DOS ALIMENTOS

XINXIM- 250 g de carne de frango, 1 punhado de camarão seco, 1 punhado de amendoim, alho, cebola, sal, limão, azeite de dendê Temperar o frango com sal e limão. Torrar o amendoim e moer com o camarão, alho e cebola. Refogar esse tempero, juntar o frango e cozinhar. servir com farofa.

FAROFA DE BANANA- 2 bananas da terra, sal Cortar as bananas em fatias, polvilhar sal e secar no sol (leva dias ) ou no forno bem baixo. Moer. Usar pura para acompanhar peixes, ou como mingau.


MOQUECA DE OXUM- 250 g de peixe, limão, sal, pimenta, coentro, tomate, cebola, azeite de dendê Temperar o peixe com limão e sal. Colocar na frigideira. Moer os temperos e colocar por cima. Regar com azeite de dendê e cozinhar sem mexer.


OMOLOCUM- 200 g de feijão fradinho, 2 ovos, 1 punhado de camarão seco, cebola, azeite doce Cozinhar os ovos e o feijão. Refogar os temperos e juntar o feijão, deixando apurar.Colocar numa tigela e enfeitar com os ovos.


JATICOU- 250 g de camarão, 100 g de arroz, 1 colher ( sopa ) de creme de arroz, cebola, alho, coentro, tomate, pimentão, sal, azeite de dendê Cozinhar o arroz em água e sal. À parte, cozinhar o camarão com os temperos e moer. Misturar com o arroz e o creme de arroz, fazer bolinhos e fritar no azeite de dendê.

Yellow roses divider Pictures, Images and Photos

ERVAS E PLANTAS

Abiu-abieiro: Sem uso na liturgia, tem folhas curativas; a parte inferior destas, colocadas nas feridas, ajudam a superar; se inverter a posição da folhas, a cura será apressada. A casca da árvore cozida tem efeito cicatrizante.

Agrião-do-Pará – Jambuaçu: É usado nas obrigações de cabeça e nos abô, para purificação de filhos; como axé nos assentamentos da deusa de água doce. A medicina caseira usa-o para combater tosses e corrigir escorbuto (carência de vitamina C). É, também, excitante.

Alfavaca-de-cobra: É usada em todas as obrigações de cabeça. No abô também é usada, o filho dorme com a cabeça coberta. Antes das doze horas do dia seguinte o emplastro é retirado, e torna-se um banho de purificação. A medicina caseira a indica como combatente ao mau-hálito.

Arapoca-branca: Suas folhas são utilizadas nas obrigações de cabeça e nos abô; no Candomblé são usadas em sacudimentos pessoais. As casacas desta servem para matar peixes. A medicina caseira utiliza as folhas como antitérmico, contra febres. Age também como excitante.

Arnica-montana: Tem pouca aplicação na Umbanda e no Candomblé. Já na medicina popular ;e muito usada, após alguns dias de infusão no otin (cachaça). Age como cicatrizante, recompondo o tecido lesado nas escoriações.

Azedinha - Treco-azedo – Três corações: É popularmente conhecida como três-corações, sem função ritualística, é apenas empregada na medicina popular como: combatente da disenteria, eliminador de gases e febrífugo.

Bananeira: Muito empregada na culinária dos Orixás. Suas folhas forram o casco da tartaruga, para arriar-se o ocaséo a Oxum. A medicina caseira prepara de sua seiva um xarope de grande eficácia nos males das vias respiratórias ou doenças do peito.

Brio-de-estudante – Barbas-de-baratas: Desta erva apenas a raiz é utilizada. Ela fornece um bom corante que é usado nas pinturas das yawo, de mistura com pemba raspada. A medicina popular utiliza o chá, meia hora antes de dormir, para ter sono tranqüilo.

Caferana-alumã: São utilizadas nas aplicações de cabeça e nos abô. Usado na medicina popular como: laxante, fazendo uma limpeza geral no estômago e intestinos, sem causar danos; é ótima combatentes; poderoso vermífugo e energético tônico.

Camará-cambará: Utilizada em quaisquer obrigações de cabeça, nos abô e nos banhos de purificação. A medicina caseira a emprega muito em xarope, contra a tosse e rouquidão e ainda põe fim às afecções catarrais.

Camomila-marcela: Tem restrita aplicação nas obrigações litúrgicas. Entretanto, é usada nos banhos de descarrego e nos abô. No uso popular é de grande finalidade em lavagens intestinais das crianças, contra cólicas e regularizadora das funções dos intestinos. O chá das flores é tônico e estimulante, combate as dispepsias e estimula o apetite.

Cana-fístila – Chuva-de-ouro: Aplicada nos abô e nas obrigações de cabeça, usada também nos banhos de descarrego dos filhos de Oxum. Seu uso popular é contra os males dos rins, areias e ardores. O sumo das folhas misturado com clara de ovo e sal mata impigens.

Chamana-nove-horas – Manjericona: Usada em obrigações de cabeça, nos abô e nos banhos de purificação dos filhos de Oxum. O povo a utiliza em disenterias.

Cipó-chumbo: Sem uso na liturgia, porém muito prestigiada na medicina popular, como xarope debela tosses e bronquites; seu chá é muito eficaz no combate a diarréias sanguinolentas e à icterícia; seco e reduzido a pó, cicatriza feridas rebeldes.

Erva-cidreira – Melissa: Sem uso na liturgia, sua aplicação se restringe ao âmbito da medicina caseira, que a usa como excitante e antiespasmódico, enérgico tônico do sistema nervoso. O chá feito das folhas adocicado ou puro combate as agitações nervosas, histerismos e insônia.

Erva-de-Santa-Maria: São empregadas em obrigações de cabeça e em banhos de descarrego. Como remédio caseiro é utilizada para combater lombrigas (ascárides) das crianças, também é ótimo remédio para os brônquios.

Ervilha-de-Angola – Guando: É empregada em quaisquer obrigações. O povo usa as pontas dos ramos contra hemorragias e as flores contra as moléstias dos brônquios e pulmões.

Fava-pichuri: No ritual da Umbanda e do Candomblé, usa-se a fava reduzida a pó, o defumações que trazem bons fluidos e afugenta Eguns. O povo usa o pó na preparação de chá, que é eficaz nas dispepsias e diarréias.

Flamboiant: Não é utilizado em obrigações de cabeça, sendo usado somente em algumas casas, em banhos de purificação dos filhos dos orixás. Porém suas flores tem vasto uso, como ornamento, enfeite de obrigação ou de mesas em que estejam arriadas as obrigações. Sem uso na medicina comercial.

Gengibre-zingiber: São aplicados os rizomas, a raiz, que se adiciona ao aluá e a outras bebidas. O povo a usa nos casos de hemorragia de senhoras e contra as perturbações do estômago, em chá.

Gigoga-amarela – Aguapê: Usado nos abô, nos ebori e banhos de limpeza, pois purifica o aura e afugenta ou anula Eguns. A medicina popular manda que as folhas sejam usadas como adstringente e, em gargarejos, fortalecem as cordas vocais.

Ipê-amarelo: Aplicada somente em defumações de ambientes. Na medicina popular é usada em gargarejos, contra inflamações da boca, das amígdalas e estomatite. O que vai a cozimento são a casca e a entrecasca.

Lúca-Árvore-da-pureza: Seu pendão floral é usado plena e absolutamente, em obrigações de ori dos filhos de Oxum. Não possui uso na medicina popular.

Macaçá: Aplicação litúrgica total, entra em todas as obrigações de ori nos abô e purificação dos filhos dos orixás. O povo a usa para debelar tosses e catarros brônquios; é usada ainda contra gases intestinais.

Mãe-boa: É erva sagrada de Oxum. Só é usada nas obrigações ritualísticas, que se restringe aos banhos de limpeza. Muito usada pelo povo contra o reumatismo, em chá ou banho.

Malmequer – Calêndula: É usada em todas as obrigações de ori e nos abô, e nos banhos de purificação dos filhos de Oxum. As flores são excitantes, reguladoras do fluxo menstrual. As folhas são aplicadas em fricções ou fumigações para facilitar a regra feminina.

Malmequer-do-campo: Não é aplicada nas obrigações do ritual. Na medicina popular tem função cicatrizante de feridas e úlceras, colocando o sumo de flores e folhas sobre a ferida.

Malmequer-miúdo: Aplicado em quaisquer obrigações de ori, nos abô e nos banhos de limpeza dos filhos que se encontram recolhidos para feitura do santo. Como remédio caseiro, é cicatrizante e excitante.

Orriri-de-Oxum: Entra em todas as obrigações de ori, nos banhos de limpeza. O povo a indica como diurético e estimulador das funções hepáticas.

Vassourinha-de-botão: Muito usado nos sacudimentos pessoais. Não possui qualquer uso na medicina popular.

Yellow roses divider Pictures, Images and Photos
Sou uma rosa, sou um perfume, sou a mais bela de qualquer jardim, ouço lamentos, ouço queixumes, não há mulher que não venha até mim. Sei seduzir, me deixo seguir, a palavra dificil para mim não existe, de preto e vermelho, ou sem me vestir, homem algum a mim me resiste. Bebo champanhe, fumo cigarro, digo mil coisas sem nunca falar, sei ler na mão, jogo o baralho, a mim só me engana quem eu deixar. Se alguém precise e me queira encontrar, siga o perfume em noite de luar, diga meu nome sem se enganar, sou Pombagira, a rua é meu lar. Autor: Paulo Lourenço

POMBAGIRA SETE SAIAS DO CABARÉ

POMBAGIRA SETE SAIAS DO CABARÉ
SALVE SETE SAIAS DO CABARÉ!
DONA SETE SAIAS, É MOJUBÁ!