.

domingo, 2 de maio de 2010

Ebó para Exú Orixá

Chamamos de Exú os Guardiões da Umbanda.
Mas o c/vocábulo Exú (esfera) é orieundo do Yorubá e inicialmente refere-se ao Orixá Exú, não cultuado na Umbanda.
Esse ritual é para Exu Orixá do Candomblé, aquele que é considerado o mensageiro, a ponte entre os seres humanos e as divindades.
Tenha muito respeito e peça com fé!

Exú é um orixá que conhece o íntimo do ser humano porque foi criado do mesmo material que nós. Ele sabe tudo o que nós precisamos para viver, como trabalho, dinheiro, moradia, amor, sexo, etc. Ele está intimamente ligado a nós e ao nosso protetor; por isso, em determinadas situações e problemas, nós podemos recorrer diretamente a Exú, para que ele nos abra as portas e limpe nosso caminho dos obstáculos.

EBÓS PARA EXÚ ORIXÁ DO CANDOMBLÉ

Para que exú nos ajude a encontrar um bom emprego:

Materiais necessários:
01 alguidá médio
01 kg de farinha de mandioca
01 vidro de azeite de dendê
01 vela vermelha
50 cm de morim vermelho
01 garrafa pequena de aguardente de cana
03 moedas de qualquer valor
01 charuto
01 cx. de fósforo

Se pega o alguidá, coloca-se a farinha de mandioca, adiciona-se o azeite de dendê, e vamos fazendo uma farofa, mexendo com as mãos e pedindo a exú que nos ajude a encontrar um bom emprego etc., então passamos também as moedas em nosso corpo, pedindo fartura…, e as colocamos enfiadas na farofa, pegamos o morim esfregamos em nosso corpo, do pescoço para baixo, assim como se tivéssemos nos limpando, e pedindo a exú para que tire de nosso caminho todo mal, olho grande, etc.

Feito isto, levamos tudo a uma encruzilhada (cruzeiro) e lá chegando pedimos licença a exú, jogando um pouco de cachaça nos cantos, depois se acende a vela em um dos cantos, forramos o morim ao lado, colocamos em cima o alguidá, acendemos o charuto e, colocamos ao lado junto com o fósforo. Feito isto podemos esperar que em breve teremos a resposta que precisamos.


Oferendas a Exú para pedir força ou agradecer

Material: Farinha; Azeite de dendê; Mel de abelhas; Farinha de milho branco; Cebola; Camarão seco socado; Um alguidar.

Modo de fazer: Faça uma farofa com dendê, uma com mel e uma com água, separadamente. Faça o acaçá branco cozinhando a farinha de milho em água, deixe a massa bem consistente, depois coloque em um pedaço de folha de bananeira e enrole. Deixe esfriar. Corte os miúdos de boi em pedaços pequenos e coloque para refogar com dendê, cebola, um pouco de sal, o camarão e rodelas de cebolas. Coloque as farofas no alguidar sem misturar muito, ponha o refogado de miúdos sobre a farofa e coloque o acaçá no centro. Oferece-se para Exú pedindo o que se quer. Coloque em uma praça bem movimentada.


Para que exú afaste o olho grande de nossa casa ou empresa:

01 alguidá pequeno
Farinha de mandioca
dendê
Um copo
cachaça
01 vela vermelha ou branca
01 fava olho de boi

No alguidá, fazemos uma farofa, misturando com as mãos o dendê, e vemos pedindo a exú para afastar de nós todo olho grande, inveja e etc. Colocamos por cima a fava olho de boi, depois, colocamos no pátio em um local escondido, acendemos a vela e, colocamos um copo com cachaça. Depois é só trocar de 07 em 07 dias e, a inveja nunca mais irá nos alcançar.

Ebó (limpeza) para que exú afaste toda praga e perseguição

01 alguidá grande
01 pacote de milho de pipoca
dendê
01 vela branca

Em uma panela, coloque um pouco de dendê, e estoure as pipocas no mesmo. Depois coloque as pipocas em um alguidá, e quando esfriar leve em uma encruza, lá chegando acenda a vela pedindo a exú, que leve toda praga, atraso, feitiçaria, etc. então pegue as pipocas e vá passando pelo corpo (da cabeça aos pés), dizendo: Laroiê exú, que através de sua força, retire todo mal que tiver em minha vida, abrindo meus caminhos e me trazendo a paz, a saúde e prosperidade.
Ao chegar em casa, tome um banho de asseio com sabão de coco, e, depois um de água com açúcar e acenda uma vela com um copo com água em um local mais alto que sua cabeça e reze um pai nosso e uma Ave Maria para seu anjo da guarda.


Uma característica marcante de Exú é ser o detentor e o transmissor da fertilidade e da fecundação. Esse orixá cuida da parte sexual dos seres vivos e de seus órgãos de reprodução. Nas diversas formas de representar esse orixá, como estátuas e ferramentas, vemos em destaque a genitália masculina e feminina. Algumas esculturas de Exú exibem uma forma fálica (pênis) no alto de sua cabeça. isso, longe de ser obsceno, é uma forma de exibir a extrema fertilidade de Exú.

Na concepção africana, a fertilidade é importantíssima, não só para a procriação, mas em todos os planos da existência, como na agricultura, por exemplo. A fertilidade existente no ser humano possibilita o seu desenvolvimento físico e mental, aguçando a sua criatividade e poder realizador


MAGIA PARA ATIVAR A SEXUALIDADE

Ferva 1 1/2 litro de água, uma rosa vermelha e outra amarela (sem os talos), três paus de canela, três flores vermelhas de papoula, a casca de uma laranjam a casca de uma maçã vermelha, erva-mate, uma fava de noz-moscada ralada e uma colher de chá de açúcar cristalizado. Deixe em ebulição por cinco minutos. Quando esfriar, coe a mistura e acrescente três gotas de essência de almíscar e três de essência de sândalo. Três dias antes da Lua cheia, tome banho com esse líquido, do pescoço para baixo. O material coado deve ser entregue a Exu aos pés de uma árvore frondosa e sem espinhos, juntamente com a vela vermelha. A seguir, lave uma pedra de quartzo citrino em água temperada com sal e açúcar. Coloque-a com um ímã e uma moeda de cobre dentro de um saquinho de cetim vermelho. Costure-o com linha vermelha e pingue no pano uma gota de cada essência que você usou. Leve o patuá junto ao corpo.

MAGIA PARA LIVRAR-SE DO MEDO
Para livrar-se de medos não justificados e, assim, encontrar mais caminhos abertos para a felicidade, você precisa primeiramente de três limões galegos. Descasque-os sem deixar que as cascas se partam. Costure um saquinho de morim vermelho e coloque as cascas dentro dele. Guarde esse saquinho numa panela de barro com tampa. Sete vezes por dia, pegue o saquinho e aspire profundamente o cheiro das cascas, sempre dizendo:
"Exu, em ti confio. Leva meus medos embora, Compadre".
Quando as cascas perderem o cheiro, troque-as por outras e continue aspirando-as até se sentir completamente livre do problema. Os limões descascados podem ser usados normalmente.


Oferenda para que Exú da meia noite afaste as perseguições de nossa vida

01 alguidá médio
01 pacote de farinha de mandioca
02 cebolas brancas (médias)
dendê
01 vela vermelha
01 garrafa de cachaça
01 copo virgem
01 charuto
01 caixa de fósforos
01 bife
Primeiro corte uma das cebolas em pedaços bem pequenos, depois em uma panela coloque-a para fritar no dendê, deixe-a dourar e adicione a farinha de mandioca, então vá mexendo até que se transforme em uma farofa bem sequinha, coloque-a no alguidá. Depois frite o bife em dendê e coloque por cima da farofa. A outra cebola, corte-a em 07 rodelas e cubra a farofa e o bife com as mesmas. Leve em uma encruzilhada e, entregue com as duas velas, o copo com cachaça e coloque a garrafa ao lado, acenda o charuto e ponha ao lado da obrigação juntamente com a caixa de fósforos.
Sou uma rosa, sou um perfume, sou a mais bela de qualquer jardim, ouço lamentos, ouço queixumes, não há mulher que não venha até mim. Sei seduzir, me deixo seguir, a palavra dificil para mim não existe, de preto e vermelho, ou sem me vestir, homem algum a mim me resiste. Bebo champanhe, fumo cigarro, digo mil coisas sem nunca falar, sei ler na mão, jogo o baralho, a mim só me engana quem eu deixar. Se alguém precise e me queira encontrar, siga o perfume em noite de luar, diga meu nome sem se enganar, sou Pombagira, a rua é meu lar. Autor: Paulo Lourenço

POMBAGIRA SETE SAIAS DO CABARÉ

POMBAGIRA SETE SAIAS DO CABARÉ
SALVE SETE SAIAS DO CABARÉ!
DONA SETE SAIAS, É MOJUBÁ!