.

sábado, 25 de setembro de 2010

Trabalho de Pomba Gira

Sobre as Senhoras Pombas Giras, é mais que hora pararmos de encará-las como mulheres vulgares e da
vida, que só vêm “para arranjar casamento” ou o que é pior,
para desfazer casamentos... Isto é uma coisa absurda e vulgar...
O trabalho da Pomba Gira é sério. É também um trabalho de descarrego,proteção,
de limpeza, de união entre as pessoas. De abertura dos caminhos, de cura, de afastamento de obsessores, de demandas de feitiçarias, de encaminhamento de almas e muito mais.
Não se deve confundir alegria com bagunça, sensualidade com promiscuidade e força com grosseria.
As Pombas Giras que comportam-se mal, não são Pombas Giras!
Sou uma rosa, sou um perfume, sou a mais bela de qualquer jardim, ouço lamentos, ouço queixumes, não há mulher que não venha até mim. Sei seduzir, me deixo seguir, a palavra dificil para mim não existe, de preto e vermelho, ou sem me vestir, homem algum a mim me resiste. Bebo champanhe, fumo cigarro, digo mil coisas sem nunca falar, sei ler na mão, jogo o baralho, a mim só me engana quem eu deixar. Se alguém precise e me queira encontrar, siga o perfume em noite de luar, diga meu nome sem se enganar, sou Pombagira, a rua é meu lar. Autor: Paulo Lourenço

POMBAGIRA SETE SAIAS DO CABARÉ

POMBAGIRA SETE SAIAS DO CABARÉ
SALVE SETE SAIAS DO CABARÉ!
DONA SETE SAIAS, É MOJUBÁ!